Faça seu Login ou Cadastre-se | TELEFONE - 11 5687-4704 | Minha conta
zoom passe o mouse
BÍBLIA DE ESTUDO PALAVRAS CHAVE RC085 PRETA HEBRAICO/GREGO (Ref: 9788526307278)
Desculpe, este produto não aceita comentário.

Uma Bíblia que identifica a palavra-chave do texto bíblico e oferece vários recursos para a interpretação correta do seu significado nas línguas originais.

 

Código interno: 7446

Disponibilidade: Indisponível
por R$ 161,94 em até 3x de R$ 53,98 sem juros no cartão
Descrição

Há momentos em que uma palavra hebraica ou grega tem um significado tão distinto que a tradução em língua portuguesa não capta toda força do idioma original do texto bíblico.

Para auxiliar aqueles que militam na difícil tarefa do estudo e interpretação do texto bíblico, a CPAD publicou uma ferramenta única em suas características: a Bíblia de Estudo Palavras-Chave.

Ela oferece as mais variadas ferramentas exegéticas, léxicas e gramaticais a fim de que o leitor possa interpretar corretamente o texto bíblico, identificando as palavras-chave da língua original e apresenta de forma clara e precisa explanações sobre seus significados e uso.

Neste exemplar das Sagradas Escrituras você encontra:

  • - Dicionário de Strong Hebraico e Grego;
  • - Comentário exegéticos adicionais ao Dicionário de Strong;
  • - Auxílios léxicos e gramaticais das palavras do AT e NT com códigos das palavras-chaves no texto bíblico, remetendo ao texto original e a concordância de Strong;
  • - Notas do texto bíblico;
  • - Nova Edição Almeida Revista e Corrigida 2009;
  • - Introdução a cada livro da Bíblia.
Ficha técnica

Apresentação: capa luxo, borda dourada
Formato: 17,3 x 23,8 x 4,9 (cm)
Peso: 1,470 Kg
Cód. Barras: 9788526307278

Editora: CPAD

Tradução

Tradução ARC (Almeida Revista e Corrigida):

Quando Almeida traduziu a Bíblia, no século XVII, o único texto grego disponível, para a tradução do Novo Testamento, era o assim chamado “texto recebido”, que é uma edição do texto grego feita no século XVI a partir de um número reduzido de manuscritos, copiados na parte final da Idade Média. A característica principal do “texto recebido” é a expansão do texto, em vários lugares do Novo Testamento (começando em Mt 2.18, seguindo com Mt 5.22, 6.13, etc.) A Almeida Revista e Corrigida, além de reproduzir o “texto recebido” (no caso do Novo Testamento), é a que mais se aproxima da forma da tradução de Almeida, feita no século XVII. Apesar da substituição de termos arcaicos, feita ao longo do tempo, o leitor não deveria ficar surpreso ao encontrar termos de difícil compreensão ao decorrer do texto da Almeida Revista e Corrigida.